Trata-se de uma produtora audiovisual e cinematográfica com foco em produções de filmes sociais, publicitários, institucionais, informativos, educativos, musicais, corporativos, etc., para todas as telas, TV, Web, PDV. Inclui, portanto, filmes exibidos em cinema, programas de televisão aberta ou fechada, vídeos distribuídos em sistema digital, DVD ou exibidos em salas especiais, programas transmitidos por telefonia móvel, vídeos disponibilizados na internet, entre outros e que nasceu para contar histórias.

Esta Produtora é resultado da atuação de sua equipe na produção e documentação audiovisual e cinematográfica em parceria com diversas organizações e movimentos sociais. Tem atuado na produção de filmes e outros materiais que buscam visibilizar as lutas de mulheres e homens pelos Direitos Humanos. Destacadamente temos atuado em produções relacionadas à caminhada da Igreja dos Pobres. De forma geral, a Essá Filmes tem como princípios produzir materiais audiovisuais que: respeitem a dignidade da pessoa humana; disponham elementos para a garantia dos Direitos Humanos; promovam o debate sobre as agressões ao meio ambiente.

PRODUÇÕES


DEIXA QUE A GENTE LEVA (2021)

Gênero: Documentário.

Sinopse: Recicla Todo Goiás é uma nascente cooperativa de reciclagem formada por outrora trabalhadoras do lixão. Hoje, entre galpão e rua se desafiam na empreitada da separação dos resíduos sólidos junto à população.

Link para o filme: Não postado.

Ficha Técnica: Roteiro e direção César David Rodríguez Pulido. Produção executiva Jaqueline Vilas Boas Talga. Produção Agnes Maria, Victória Magalhães, Gildevania Oliveira dos Santos, Maria Flor, Janiel Divino Souza, César Rodríguez. Imagens César Rodríguez, Janiel Divino de Souza, Agnes María, Acervo do Coletivo Recicla Goiás (Imagens de Laura Baby e Agnes María). Som Janiel Divino Souza, Gabriel Stone. Desenho de som César Rodríguez. Trilha sonora original César Rodríguez, Natanael Santiago David. Arte Emanuel Araquan, Victória Magalhães. Elenco Martinho Antunes da Silva, Aparecida Regis Ferreira, Vilma Brito, Maria Adriana da Silva, Divina Paula Rufino, Ailton Carneiro dos Santos, Vitor Luiz do Espírito Santo Mateus, José Jovino, José Vicente Ferraz Neto, Natanael Santiago David, Bento Rodrigues David, Oscar Rodrigues David, Marcelo Emos.

 

REGINALDO E AS MINHOCAS (2021)

Gênero: Infantil.

Sinopse: Reginaldo é um peixe faminto e bravo que mora no Rio Vermelho, em Goiás. Ele vive indignado com o lixo que todo mundo joga por lá. Uma história lúdica que fala sobre a importância da separação do lixo, compostagem de resíduos orgânicos e coleta seletiva.

Link para o filme: Não postado.

Ficha Técnica: Direção Agnes Maria. Edição Janiel Divino de Souza. Imagens César Rodriguez, Janiel Divino de Souza. Edição de Som César Rodriguez. Produção Victória Magalhães. Produção Executiva Jaqueline Talga. Narração Orlando de Sá. Reginaldo – Manipulação e Voz Victória Magalhães. Reginaldo – Confecção Cris Alves. Elenco Maria Flor Santos Mesquita, Mariana Ventura, Victória Magalhães, Miguel Alves Nunes, Catarina Alves Nunes. Músicas Flor e Espiga – César Rodriguez, Porro Operático – Lucho Bermúdez. Agradecimentos Cooperativa Recicla Tudo – Goiás/GO, Gil Oliveira, Cristiane Alves, Cris Ventura, Fátima e Alfredo, Brisa.

 

ROSÁRIO DOS PRETOS(2020)

Gênero: Documentário.

Sinopse: O Rosário dos Pretos é um curta documental relatando o processo histórico de fundação, demolição e reconstrução da Igreja do Rosário na Cidade de Goiás, uma igreja carregada de simbolismos e referência na luta do povo negro na cidade.

Link para o filme: Não postado.

Ficha Técnica: Direção/Edição/Imagem JANIEL DIVINO DE SOUZA. Produção AGNES MARÍA, CÉSAR RODRÍGUEZ, DAGMAR TALGA. acervo fotográfico FREI CRISTIANO AMARAL BHERING DE LACERDA, OP., CONVENTO DO ROSÁRIO – CIDADE DE GOIÁS.

 

SABORES, SABERES E FAZERES DA TRADIÇÃO VILABOENSE (2019)

 

Gênero: Documentário.

Sinopse: O filme Sabores, Saberes e Fazeres da Tradição Vilaboense retrata a partir do Ponto de Cultura Raio de Luz, os mestres da cultura popular da comunidade, como o Congo, a Folia de Reis e a Capoeira Angola, enfatizando a importância dessas expressões e movimentos culturais na constituição do Patrimônio cultural da Cidade de Goiás.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=6ouf_a0GJoU

Ficha Técnica: Direção/Roteiro DAGMAR TALGA. Edição GLÓRIA PATRICIA PIEDRAHITA SARMIENTO, JANIEL DIVINO DE SOUZA. Imagens MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, JANIEL DIVINO DE SOUZA, MARAH JÚLLIA ALVES MONTEIRO, GLÓRIA PATRICIA PIEDRAHITA SARMIENTO, EZEQUIEL LOUSTAU, DAGMAR TALGA. Trilha DAGMAR TALGA. Música MAMADY KEITA – KASSA. Produção EUNA CRISTINA L. MENDES, MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, JANIEL DIVINO DE SOUZA, MARAH JÚLLIA ALVES MONTEIRO, GLÓRIA PATRICIA PIEDRAHITA SARMIENTO, DAGMAR TALGA, FREI PAULO SERGIO CANTANHEIDE, NEIDE ARRAIS MAGALHÃES, RAFAELA OLIVEIRA DE SOUZA, REBECA TALGA BESSA.

 

SIN PERDER LA TERNURA (2018)

Gênero: Documentário.

Sinopse: As práticas das crianças indicam que elas constroem outros significados a partir das articulações que fazem, quando inseridas no cotidiano. As reflexões da condição dinâmica da infância e a maneira como atribuem significados às palavras e coisas através de suas ações e percepções do mundo. Essas percepções são processos sociais que ocorrem entre crianças e adultos, entre crianças e seus pares, entre crianças e sociedade, educação, cultura e novas tecnologias digitais na internet. O filme “Sin Perder La Ternura” retrata seis meninas (três pares de irmãs) entre cinco e 16 anos, que moram na cidade de San Pablo de Yao – Sierra Maestra, em Cuba, e compreendem sua realidade e sua história.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=U2ol4ll-wu0

Ficha Técnica:  Elenco Rocío Milalé, Isolé Fernanda, Melanie e Stefhanie, Leyanis de Jesús, Liena de Jesús. Direção/roteiro Dagmar Talga. Assistente de direção Lenia Sainiut Tejera León. Produção Raisel Pompa, Iriana Pupo. Som direto Alfonso Fontela Soto, Gabriel Alves Penha. fotografia Carlos Rodríguez Fontela, Igor Winicius Rodrigues Barreto. Edição Rosaida Rodríguez Salazar. Animação e Arte gráfica Janiel divino de Souza. Tradução e legenda Glória Piedrahita Sarmiento, Janiel divino de Souza. Técnico de iluminação Ernesto Rodríguez.

 

MINICA (2018)

Gênero: Documentário.

Sinopse: Dominica García (Minica) es una mujer campesina que vive en las montañas de la Sierra Maestra, en San Pablo de Yao/Cuba. Pasó la infancia en medio de la transición del gobierno dictatorial de Fulgencio Batista y el Gobierno Revolucionario resultante de la guerrilla liderada por Fidel Castro. Después de la Revolución, en el año 1959, Minica participa en la transformación de una estructura social patriarcal, defendiendo los ideales campesinos y luchando por las agricultoras y los agricultores de las montañas. Lo cual la llevo a actuar 30 años como Secretaria del Partido, a ser jefa de la Defensa Militar de San Pablo de Yao y militante de la Federación de Mujeres Cubanas.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=l8OfrtCn-E4

Ficha Técnica: Fotograía/Soniso directo/Guion y Dirección Janiel Divino de Souza, Ludmila Almeida, Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Edición y Correción de color Kenia Rodríguez Jiménez. Banda Sonora Alfonso Fontela Soto. Transporte mular Luis Quiñones Polanco. Producción Raisel Pompa Figueredo. Asesoía Carlos Y. Rodríguez. Imágenes de archivo “caminhos de Revolución” Dir. Rebeca Chávez. ICAIC, Serie “El Amigo de Siempre” de TV Serrana. Música utilizada: “Himno del 26” Agustín Díaz Cartalla, “Siempre es 26” Carlos Puebla.

 

BRINCANDO NA CHUVA DE VENENO: CINCO ANOS DEPOIS (2018)

Gênero: Documentário.

Sinopse: O Documentário narra cinco anos depois que uma aeronave da empresa Aerotex Aviação Agrícola Ltda., no dia 3 de maio de 2013, sobrevoou a Escola Municipal Rural São José do Pontal, localizada na área rural do município de Rio Verde/GO, “pulverizando”, com o veneno Engeo Pleno da Syngenta, aproximadamente 100 pessoas, entre elas crianças, adolescentes e adultos, que estavam na área externa do prédio em horário de recreio, onde algumas crianças e adolescentes, “encantados” com a proximidade que passava o avião, receberam elevadas “doses” de agrotóxico.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=2Rc4pr6V4bM

Ficha Técnica: Direção e roteiro Dagmar Talga. Edição de Imagens, projeto gráfico, edição de som e direção de arte Janiel Divino de Souza. Montagem Janiel Divino de Souza. Direção de Montagem Dagmar Talga, Janiel Divino de Souza. Imagens Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza, Gleida Gutielle Melo, Tobias Bueno, Rafaela Oliveira de Souza. Produção Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza, José Gomes Neto, Glória Patrícia Piedrahita Sarmiento, Gleida Gutielle Melo, Tobias Bueno, Rafaela Oliveira de Souza, Juarez Martins Rodrigues, Rebeca Talga Bessa, Jaqueline Vilas Boas Talga, Tiago Camarinha Lopes, Aguinel Lourenço da Fonseca Filho, Fábio José da Silva, Fernando Ferreira Carneiro, Roberta Caiado de Castro Oliveira. Trilha sonora Dagmar Talga. Produção Executiva Gwatá/UEG, Essá Filmes, CPT Regional Goiás, Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida, Universidade Estadual de Goiás – UEG/Campus Cora Coralina. Realização Gwatá/UEG, Essá Filmes, CPT Regional Goiás, Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida. Apoio Universidade Estadual de Goiás – UEG/Campus Cora Coralina, Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil, Família Dominicana, OFUNGO/UFG. Vídeos Brasil, o paraíso do agrotóxico – Rede TVT, Syngenta – Projeto The Good Growth Plan – Portal Agrolink, APC Aviação Agrícola Safra 2015, APC Aviação Agrícola Safra 2016, Aviação Agrícola – Piraí Do Sul APC Aviação Agrícola, Pl 6299/02 – Regula Defensivos Fitossanitários – 16/05/2018/Câmara Dos Deputados, Aplicação Aérea – Nova Aviação Agrícola – Brave 375, TV ANHANGUERA – Piloto de avião agrícola que intoxicou várias pessoas em escola está preso, Uniport Pulverizando Soja Com Sensor De Barras Ks, MF9030 Plus – Fazenda Boa Esperança – Tapurah MT – 2017. Jornais Online Jornal O Globo – Seis meses depois da aplicação irregular do produto, alunos de escola em assentamento em Rio Verde sentem dores e náusea, Terra sem Males – Syngenta e Aerotex são condenadas por despejar agrotóxico em área de escola rural, Jornal O Globo – Vítimas de pulverização de agrotóxico em escola rural de Goiás ainda sofrem com intoxicação. Músicas Danse macabre, Op. 40, Leopold Stokowski, Stokowski Showcase, Luchín – Víctor Jara, The Best of Tchaikovsky – Halidonmusic. Agradecimentos Douglas Mansur, Glória Patricia Piedrahita Sarmiento, Hugo Alves dos Santos, Famílias atingidas pela pulverização aérea de agrotóxicos, na Escola São José do Pontal – Rio Verde/GO.

 

O VOO DA PRIMAVERA (2018)

Gênero: Documentário.

Sinopse: A luta pela terra e pelo território representam um capítulo longo e violento da história brasileira. Essa história, que passa pelo avanço do capitalismo no campo, esteve permeada pela expropriação material e simbólica dos povos indígenas, das populações tradicionais e comunidades camponesas, além de ter resultado em milhares assassinatos durantes os conflitos no campo. Alguns setores da Igreja, a partir de grupos ligados à concepção da Teologia da Libertação, compuseram a raiz da luta a terra, pelo território, pelo povo do campo e da floresta. Dom Tomás Balduino, que atuou como Bispo na Cidade de Goiás entre 1967 e 1998, foi um personagem importante da resistência com o povo. O longa “O Voo da Primavera” representa um fragmento daluta pela terra e pelo território no país, revelando a resistência indígena, quilombola, camponesa e tendo como linha condutora o trabalho de Dom Tomás Balduino.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=QBtRNO15Lq8

Ficha Técnica: Direção e Roteiro Dagmar Talga. Pré-roteiro, Pesquisa Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Direção de Fotografia Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza. Edição de Imagens e Projeto Gráfico Deivid Eduardo Borges. Montagem Deivid Eduardo Borges, Dagmar Talga. Direção de Montagem Dagmar Talga. Edição de Som Pácis Jr. Imagens Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza, Glória Patrícia Piedrahita Sarmiento, Gleida Gutielle Melo, Tobias Bueno, Rafaela Oliveira de Souza, Rebeca Talga Bessa, Jaqueline Vilas Boas Talga. Direção de Produção Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Frei José Fernandes Alves, OP., Janiel Divino de Souza. Produção Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Frei José Fernandes Alves, OP., Janiel Divino de Souza, José Gomes Neto, Glória Patrícia Piedrahita Sarmiento, Gleida Gutielle Melo, Tobias Bueno, Rafaela Oliveira de Souza, Rebeca Talga Bessa, Jaqueline Vilas Boas Talga, Tiago Camarinha Lopes, Aguinel Lourenço da Fonseca Filho, Frederico Mael, Frei Marcos Lacerda, OP., Frei Paulo Cantanheide, OP., Frei Rodrigo Péret, José de Oliveira da Silva, Fábio José da Silva, Isolete Wichinieski, Ana Cláudia Lima, Nilton José dos Reis Rocha, Leonardo Melgarejo, Vilma Ribeiro de Almeida, Lilian Morais de Paiva, Ademário Batista de Souza Neto, Fernando Costa, Roberta Caiado de Castro Oliveira, Marcelo Cervo Chelotti. Trilha Sonora Dagmar Talga, Eduardo Paiva, Luiz Salgado, Tobias Bueno, Rebeca Talga Bessa. Produção Executiva Essá Filmes, Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil, Gwatá/UEG, CPT, Diocese de Goiás, Família Dominicana, Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Estudantis/EUEG. Locução: Eduardo Tornaghi, César David Rodrigues Pulido. Pintura da Capa Maximino Cerezo Barredo.

 

ARAGUAIA (2016)

Gênero: Documentário.

Sinopse: A Guerrilha do Araguaia foi uma parcela na longa cadeia das lutas populares do Brasil, como por exemplo, a Cabanagem, Guararapes, Canudos, Contestado, Revolta da Chibata e Quilombo dos Palmares. Foi um movimento rural armado cujo combate mobilizou o maior número de tropas brasileiras desde a II Guerra Mundial, que ocorreu entre 1966 a 1975 no Sul do Pará, numa batalha desigual entre combatentes revolucionários do PC do B e camponeses, contra as forças de repressão do regime civil militar imposto ao país com o golpe de 1964. Foi uma luta pela liberdade e pela democracia em nosso país, que desde então sua luta permanece contra o esquecimento e a falta de justiça por aqueles que as sequelas acompanham até os dias atuais.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=oRw8NXSehcU

Ficha Técnica: Direção, roteiro, montagem Dagmar Talga. Edição, arte gráfica Deivid Eduardo Borges. Imagens Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza. Trilha Eduardo Paiva, Dagmar Talga. Produção Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel divino de Souza, Dagmar Talga, Frei José Fernandes Alves, OP., Flávio Alves Barbosa, Vilma Ribeiro de Almeida, Jaqueline Vilas Boas Talga, Tiago Camarinha Lopes, Rafaela de Souza, Roberta Caiado. Produção Executiva Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil, Conferência Interprovincial Dominicana da América Latina e Caribe – CIDALC, CPT-TO, Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo – GWATÁ , Universidade Estadual de Goiás – UEG, Frades Dominicanos Aragominas – PA. Realização: Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil e Essá Filmes.

 

SERTÃO SERRADO (2016)

Gênero: Documentário.

Sinopse: O filme Sertão Serrado integra a Campanha Nacional em Defesa do Cerrado, retratando o Cerrado brasileiro e a resistência dos povos tradicionais e originários, além dos conflitos agrários, o avanço da monocultura intensiva de grãos, a pecuária extensiva e os grandes empreendimentos hidrográficos e minerais. Diante do intenso processo de degradação dos bens naturais do Cerrado, o filme indica também, a partir dos conhecimentos científicos e populares, caminhos para a conservação deste bioma, especialmente da água, e para a construção de uma nova relação do povo que o habita.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=Ap16SrtWDdE

Ficha Técnica: Direção e montagem Dagmar Talga. Roteiro Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Edição Deivid Eduardo Borges. Locução Eduardo Tornaghi. Arte gráfica Janiel Divino de Souza. Imagens Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza, Jaqueline Vilas Boas Talga, Arquivo CPT, Arquivo GWATÁ. Fotos Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Pesquisa Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Isolete Wichinieski, Elvis Marques. Trilha Eduardo Paiva, Dagmar Talga, Isolete Wichinieski. Produção Coordenação da Articulação das CPT´s do Cerrado, Elvis Marques, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Janiel Divino de Souza, Dagmar Talga, Jaqueline Vilas Boas Talga, Tiago Camarinha Lopes, Luiz Salgado, Roberta Caiado. Produção Executiva Comissão Pastoral da Terra – CPT, Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo – GWATÁ/UEG. Realização: Comissão Pastoral da Terra – CPT e Essá Filmes. Apoio Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo – GWATÁ/UEG, Prelazia de São Felix do Araguaia – MT, Mosteiro da Anunciação – Goiás/GO.

 

VALA DO RIO DO PEIXE (2015)

Gênero: Documentário.

Sinopse: O filme discute a resistência dos camponeses da Vala do Rio do Peixe, no município de Santa Cruz de Goiás – GO, que vivem há mais de 30 anos na região e, nos últimos anos têm sido ameaçados de expropriação pelo Grupo Roma empreendimentos e Turismo Ltda. de Caldas Novas, de propriedade da atual Deputada Federal (PR – GO) Magda Mofatto Hon. Em formato de documentário, são apresentadas as histórias das famílias e a luta política e jurídica para manutenção de seu território e seu modo de vida.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=tLd4bVgQs-k

Ficha Técnica: Direção/Trilha/Roteiro/Montagem Dagmar Talga. Edição/Arte Gráfica Janiel Divino de Souza. Imagens/Pesquisa Dagmar Talga, Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Produção Comissão Pastoral da Terra Regional Goiás – CPT, Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Dagmar Talga, Janiel Divino de Souza, Cleuton César Ripol de Freitas, Cléber Adriano Rodrigues Folgado, Ranielle Caroline de Souza, EDSON FRANCISCO DE MELO.

 

ACAMPAMENTO DOM TOMÁS BALDUINO (2015)

Gênero: Documentário.

Sinopse: Ao amanhecer do dia 31 de agosto de 2014, aproximadamente três mil famílias, ligadas ao Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), ocuparam uma das 90 fazendas que compõem o grande latifúndio representado pela Agropecuária Santa Mônica, de propriedade do Senador Eunício Oliveira (PMDB), consolidando o Acampamento Dom Tomás Balduino. As famílias acampadas produziram alimentos em quantidade e qualidade, tendo como base as práticas de cooperação e a agroecologia. Em 04 de março de 2015, após acordo com o Governo Federal, estabelecido em vários compromissos, as famílias deixaram a área ocupada, fortalecendo-se, contudo, como grupo na luta pela Reforma Agrária Popular.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=Pk-Fvq9V8Gs

Ficha Técnica: Direção/roteiro/trilha/montagem DAGMAR TALGA. Edição/arte gráfica JANIEL DIVINO DE SOUZA. Imagens MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, JANIEL DIVINO DE SOUZA, DAGMAR TALGA, GLEIDA GUTIELLE DA SILVA MELO, RAFAELA OLIVEIRA DE SOUZA, REBECA TALGA BESSA. Produção MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, JANIEL DIVINO DE SOUZA, DAGMAR TALGA, RAFAELA OLIVEIRA DE SOUZA, JOSÉ FERNANDES ALVES OP., JAQUELINE VILAS BOAS TALGA, TIAGO CAMARINHA LOPES, EUZAMARA DE CARVALHO, ROBERTA CAIADO DE CASTRO OLIVEIRA, ERIKA MACEDO MOREIRA. Produção executiva GWATÁ – Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo – UEG, Pós-graduação Direitos Sociais do Campo – UFG, Comissão Dominicana de Justiça e Paz do Brasil. Músicas THE BEST OF VIVALDI – VIVALDI, CARCARÁ, GUARDIÃO DO CERRADO – LUIZ SALGADO, ARRIBA QUEMANDO EL SOL – MERCEDES SOSA, ORAÇÃO AOS ORIXÁS – JOSÉ SIQUEIRA, SINFONIA Nº 4 “BRASILIA” – CAMARGO GUARNIERI. Vídeos TV ANHAGUERA – 04/03/2015 CAMPANHA PARTIDÁRIA PMDB – CEARÁ/2014 (EUNÍCIO OLIVEIRA), DOCUMENTÁRIO “PASSARIM” – CAMILA FREITAS UNB – 2003, IMAGENS – ELIZABET CERQUEIRA.

 

VIDA DE LUTA (2014)

Gênero: Documentário.

Sinopse: Documentário sobre a vida da família do agricultor José Cardoso de Souza e Clarice dos Reis Souza, assentados no PA Serra Dourada, Município de Goiás – Goiás.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=H4aRnOa7uos

Ficha Técnica: imagens JANIEL D. DE SOUZA, MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, DAGMAR TALGA. produção MURILO MENDONÇA OLIVEIRA DE SOUZA, JANIEL D. DE SOUZA, DAGMAR TALGA, AGUINEL FONSECA, WELTON BARROSO RODRIGUES, MARIANA GABRIEL FONSECA. edição JANIEL D. DE SOUZA. direção DAGMAR TALGA. tradução Père PAUL WAFFLARD. música JANIEL D. DE SOUZA, DAGMAR TALGA. trilha sonora EL ARADO – Victor Jara, MANIFIESTO – Victor Jara, PAU DE ATIRADEIRA – Tarcísio Manuvéi, DE PAPO PRO AR – Tarcísio Manuvéi. realização DIOCESE DE GOIÁS CPT REGIONAL GOIÁS. apoio UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS – UEG, GWATÁ NÚCLEO DE AGROECOLOGIA E EDUCAÇÃO DO CAMPO, ESPECIALIZAÇÃO EM DIREITOS SOCIAIS DO CAMPO: RESIDÊNCIA AGRÁRIA – UFG, COOPAR COOPERATIVA MISTA DE AGRICULTORES FAMILIARES DO MUNICÍPIO DE GOIAS E REGIÃO.

 

PONTAL DO BURITI: BRINCANDO NA CHUVA DE VENENO (2013)

Gênero: Documentário.

Sinopse: Em 3 de maio de 2013, a partir das 9 horas da manhã, uma aeronave da empresa Aerotex Aviação Agrícola Ltda., sobrevoou a Escola Municipal Rural São José do Pontal, localizada na área rural do município de Rio Verde/GO, “pulverizando”, com o veneno Engeo Pleno da Syngenta, aproximadamente 100 pessoas, entre elas crianças, adolescentes e adultos, que estava na área externa do prédio em horário de recreio. Algumas crianças e adolescentes, “encantados” com a proximidade que passava o avião, receberam elevadas “doses” de agrotóxico.

Link para o filme: https://www.youtube.com/watch?v=qHQdWwZcGlg

Ficha Técnica: Direção e Roteiro Dagmar Talga. Produção executiva Murilo Mendonça Oliveira de Souza. Imagens e Produção Murilo Mendonça Oliveira de Souza, Dagmar Talga. Trilha Sonora Tobias Bueno. Montagem João Paulo Oliveira. Assistente de Montagem Girilane Matos. Design de Capa Janiel Divino de Souza. Entrevistas Ana Paula Assis dos Santos; Annotília Paiva Ferreira; Cássia Maria Pereira Arantes; Cláudio Costa Barbosa; Daniel Rech; Danilo Fabiano Carvalho e Oliveira; Flávia Carvalho; Gessi Cabral Guimarães; Giovane Bastos de Miranda; Hugo Alves dos Santos; Jenyfer Joice Honorato de Almeida; Joana D’Arc Honorato de Almeira; Juarez Martins Rodrigues; Karen Friedrich; Leandro Elias dos Santos; Leila Pereira de Assis; Lia Giraldo; Luana Vieira Leal; Lucimar Arruda Vieira; Maria de Fátima Rocha; Maria Divina Faria Alves; Regina Celi Moreira Vilarinho Barbosa; Reni Gonçalves de Lima; Ricardo Arantes Ferreira; Rita de Cassia Carvalho Oliveira; Sebastião Carvalho Vasconcelos; Talya Luíza Faria Alves; Vanessa Gonçalves Silva; Wanderlei Pignati; Wendy Wyne Isabel de Lima; Wilson Rocha de Assis. Vídeos Jornal Nacional – TV Globo; Jornal da Globo – TV Globo; Programa Radar – TV Anhanguera; Agrolink. Trilha Sonora Brian Crain – Water; Brian Crain – Rain Yann Tiersen – La Vie Quotidienne Brian Crain – Dream Of Flying Vitor Jara – La Partida. Agradecimentos Flávio Antônio dos Santos, Naldia Faedo, Lázaro Ribeiro, Comissão Pastoral da Terra – Regional Goiás, Universidade Estadual de Goiás – UEG, Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida – Comitê Goiano.

 

ATUAÇÕES


CINE GWATÁ: Terra, Território e Natureza (2018)

Toda última quinta-feira do mês, às 20h, ocorreu no Cine Teatro São Joaquim (Cidade de Goiás) a exibição de filmes seguidos de debate sobre os mais diversos temas, contanto com públicos diferenciados, especialmente estudantes do ensino básico, universidade, além da população de forma geral.

 

 

CINE GWATÁ: Terra, território, cultura e natureza (2019)

O Cine Gwatá: Terra, território, cultura e natureza 2019, volta com muito entusiasmo na cidade de Goiás em parceria com a Secretaria de Estado da Cultura de Goiás, com o Núcleo de Agroecologia e Educação do Campo – Gwatá, com a Universidade Estadual de Goiás, com o Cine Teatro São Joaquim e com a Câmara Municipal de Goiás, em nome dos vereadores Iolanda Aquino, Aderson Gouvea e Tizil Dantas.

 

 

Nos Caminhos da Luta – Violações Socioambientais e Resistência Popular (2019)

A exposição fotográfica e visual “Nos Caminhos da Luta – Violações Socioambientais e Resistência Popular”, no Museu das Bandeiras (Muban), na cidade de Goiás (GO).

 

I Seminário Internacional e III Seminário Nacional: Agrotóxicos, Impactos Socioambientais e Direitos Humanos (2018)

O “I Seminário Internacional – III Seminário Nacional: Agrotóxicos, Impactos Socioambientais e Direitos Humanos”, em sua terceira edição, a ser realizada na Cidade de Goiás/GO, entre 10 e 13 de dezembro de 2018, tem como objetivo geral estabelecer espaço de divulgação científica e popular em torno da temática dos agrotóxicos, assim como consolidar espaços de formação e articulação (nacional e internacional) sobre os direitos humanos no que se relacionam à questão dos impactos socioambientais gerados por estes produtos e pelo modelo de desenvolvimento que os sustentam. Objetiva ainda consolidar uma rede internacional de pesquisadores nos campos da saúde, meio ambiente, direitos humanos, comunicação e cultura, para fortalecer o desenvolvimento científico-tecnológico nas diferentes áreas envolvidas na investigação sobre os agrotóxicos.

 

4ª Semana Dom Tomás Balduino (2018)

Fazendo memória de Dom Tomás Balduíno, e projetando as lutas populares, aconteceu em Goiás/GO, entre os dias 2 e 5 de maio de 2018 a Semana Dom Tomás Balduíno.

 

 

Essá Filmes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *